domingo, 17 de abril de 2016

Uma data e um Risotto.

 





 


Para assinalar uma data, o meu aniversário num dia de muito frio e muita chuva, um jantar a dois.  Uma mesa, as flores, oferecidas por mãos amorosas, prolongamento de outros presentes, e uma das comidas que mais gosto. Risotto de lagostins, naquele ponto tão certo, que faz com que um prato seja irrepetível e inesquecível.
Ficam as  imagens e a musica que tentam dizer o belo das coisas elementares. E a minha felicidade por mais um dia. Por mais um ano de vida.
  
Como fazer:
 
1 chávena (grande) de risotto + meio copo de vinho branco + 1 cebola  branca picada + manteiga + sal  + água a ferver + lagostins + salsa

Começa-se por cozer os lagostins em água e sal. Depois de cozidos retiram-se e descascam-se. Reservam-se os lagostins e acrescenta-se as cascas e as cabeças à água onde foi cozido. Deixa-se estar em lume brando.
 
Depois salteia-se a cebola na manteiga em seguida acrescenta-se o arroz, envolve-se bem e deixa-se estar uns 2 a 3 minutos, junta-se o vinho, mexe-se e espera-se que evapore.
Depois, adiciona-se um pouco da água (filtrada), onde cozeu os lagostins, a ferver, de modo a que cubra totalmente o arroz. Mexe-se lentamente e deixa-se que evapore. Quando voltar a ficar seco, junta-se mais um pouco de água a ferver, quando o arroz estiver no ponto acrescenta-se 1 colher de manteiga, para ficar com aquele toque delicioso, e os lagostins. Deixa-se estar uns minutos antes de servir polvilhado com salsa. 
 

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Uma espécie de.

 



Um dos doces que fez parte da mesa da Pascoa. Uma espécie de Pão de Ló, macio, leve e com uma cobertura fina de açúcar. Um doce sublime e crocante. A lembrar o Pão de Ló de Vizela.
 
Como fazer:
 
1 iogurte natural + 4 ovos inteiros + 4 copos (iogurte) de açúcar + 4 copos (iogurte) de farinha +  1 copo (iogurte) de óleo + sal + raspa de um limão + 1/2 colher de chá de canela em pó + 1 colher de chá de fermento em pó  + sumo de limão + icing sugar
 
Bate-se os ingredientes todos juntos, exceto o icing sugar e o sumo de limão,  durante 5 minutos e de seguida leva-se ao forno a 180º numa forma retangular, untada e polvilhada, durante mais ou menos 30 minutos. Faz-se o teste do palito e quando estiver cozido retira-se do forno deixa-se arrefecer ligeiramente e desenforma-se.
 
Prepara-se a cobertura com 3 colheres de sopa de icing sugar e acrescenta-se o sumo de limão.
 
A cobertura pode ser mais ou menos espessa, consoante o gosto. Esta ficou mais fina.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Até que.

 



Quem me conhece sabe que tenho uma pequena questão com a carne picada. Faz-me impressão. Não sou fã de hambúrguer, de empadão e de uma serie de pratos que levem este ingrediente. Até que. Há sempre um até que. Um dia ao ver um programa da Filipa Gomes e de a ver confecionar esta receita, fiquei com vontade de experimentar. Ainda andei uns dias a ponderar, se seria ou não capaz, não de a preparar mas depois de a provar. Mas o apelo era tanto e as pressões amorosas também que lá resolvi por a mão, não na massa, mas na carne picada e preparar a receita.
Passou a ser uma das receitas preferidas cá de casa. E até eu gosto. Fica muito bom.
 
Deixo a receita da Filipa com umas pequenas alterações.
 
Como fazer:
 
Caramelize 2 cebolas roxas picadas com 1 fio de azeite e 2 colheres de sopa de açúcar amarelo.
 
Entretanto prepare a carne: junte 800 gramas de carne de vaca picada, 1/3 de chouriço de carne picado (omiti) 4 dentes de alho, 2 colheres de sopa de cebola desidratada (substitui por  1 cebola ralada) e meia chávena de pão ralado. Tempere com sal e pimenta, junte 2 ovos e meio pacote de natas de soja (usei natas normais).
 
Incorpore tudo muito bem e estenda sobre papel vegetal polvilhado com pão ralado. Calque a carne para formar um rectângulo. Sobre a carne coloque algumas fatias de queijo flamengo, 150 gramas de presunto cortado em pedaços e finalmente a cebola caramelizada.
 
Enrole e transfira para um tabuleiro com a ajuda do papel vegetal. Regue com o restante meio pacote de natas de soja (usei natas normais) e junte uma folha de louro. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 45 minutos.
 
 
Aproveite e faça um gratinado de batata para acompanhar.
 
Unte um tabuleiro com azeite, fatie 5 batatas descascadas com a mandolina e coloque em camadas. Prepare um molho com 1 chávena de natas, 2 chávenas de leite gordo, 4 dentes de alho ralados, 1 ovo, 1 colher de chá de noz-moscada e 2 colheres de chá de sal. Bata e deite sobre as batatas.
 
Para um toque final, polvilhe com uma mistura de alecrim, orégãos e tomilho e ainda uma chávena de queijo emmental ralado. Leve ao forno durante 40 minutos até o queijo estar derretido e dourado.