quarta-feira, 30 de maio de 2012

Waffles de limão






Para um lanche de domingo, uns waffles de limão. Mais uma variação deliciosa. E como esta versão dispensa o chocolate quente é bem menos calórica.  Com fruta fresca sabe ainda melhor. Para repetir mais vezes, então.

Como fazer:

2 ovos + 270 ml de leite + 40 g de manteiga derretida + 280 g de farinha + 2 colheres de sopa de açúcar + 1 colher de sopa de açúcar baunilhado + 1 colher de chá de fermento + 1 pitada de sal + raspa de 1 limão + icing sugar

Coloca-se num recipiente o leite, os ovos e a manteiga derretida, mistura-se até ficar homogéneo.
Noutro recipiente colocar a farinha, o açúcar, o açúcar baunilhado, o sal e o fermento. Misturar bem em seco.
Juntar os ingredientes líquidos de uma vez à mistura da farinha. Misturar apenas até ficar combinado.
Aquecer bem a máquina das waffles e untar com um pouco de óleo.
Servir as waffles ainda quentes polvilhadas com o icing sugar e acompanhadas com fruta fresca.



terça-feira, 29 de maio de 2012

Boeuf Bourguignon





O Boeuf Bourguignon é um prato originário da região da Borgonha, França, e é um prato de carne de cozimento lento. Feito a baixa temperatura, na sua confecção é utilizado vinho tinto e a sua qualidade depende essencialmente da qualidade do vinho e da carne. É um prato bastante aromático pelos condimentos utilizados por isso basta que seja acompanhado por arroz seco.


E para acompanhar um bom vinho tinto, desta vez um Douro. Joia de Família. Mais um vinho excelente. 


Como fazer
1 kg de carne cortada em cubos + 2 cebolas + 2 dentes de alho + 4 cenouras + cogumelos Paris + azeite + pimenta rosa + 1 folha de louro + 3 dentes de cravinho + 12 cebolas pequeninas + 150 g de bacon + 1 litro de vinho tinto + 2 colheres de sopa de farinha

Primeiro coloca-se ao lume um tacho com azeite e deixa-se aquecer bem, adiciona-se o bacon e as cebolas pequeninas e deixa-se saltear, retira-se e reserva-se. Entretanto acrescenta-se a carne e deixa-se saltear bem. De seguida acrescenta-se as cebolas muito bem picadas e os dentes de alho. Tempera-se com sal, pimenta, a folha de louro e o cravinho. Deixa-se estar durante 5 minutos e depois acrescenta-se a farinha e de seguida o vinho tinto. Deixa-se ferver e reduz-se o lume para o mínimo. Deixa-se estar durante 1 hora. Ao fim desse tempo acrescenta-se as cenouras cortadas em cubos e os cogumelos laminados. Quando os legumes estiverem cozinhados acrescenta-se o bacon e as cebolas pequeninas e serve-se com o arroz seco. 

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Bolo Real



Um bolo que se dá pelo nome de Bolo Real. Mais uma iguaria da nossa doçaria conventual. E um dos meus preferidos. O acentuado sabor a amêndoa e a chila fazem deste bolo uma verdadeira delicia.

Como fazer:

250 g de amêndoa moída + 250 g de amêndoa moída com pele + 500 g de doce de chila + 500 g de açúcar + 7 ovos + 6 gemas + sal

Bate-se as gemas e os ovos inteiros com o açúcar e o sal até obter um creme esbranquiçado. Junta-se depois a amêndoa e bate-se mais um pouco. Junta-se por fim o doce de chila. Unta-se uma forma redonda com manteiga, forra-se com papel vegetal e unta-se também o papel. Leva-se ao forno a 160º durante uma hora. Findo esse tempo faz-se o teste do palito. Retira-se do forno e deixa-se arrefecer um pouco na forma, depois desenforma-se e polvilha-se com açúcar em pó.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Saber que sim.




Rosas pequeninas e perfumadas. Gomas doces e coloridas. Uns pratos lindos a conviverem com a sobriedade de uns marcadores. Uma toalha de encanto a estrear. Uma mesa linda, que com toda a beleza me transmitiu paz e serenidade. E basta isto. Para saber que está tudo bem. Que vai ficar tudo bem. Apesar de tudo saber que as coisas estão nos seus devidos lugares. E basta isso então. Saber que sim.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Frango com tomilho




Num daqueles dias em que a imaginação já não dá para mais, uma receita de peito de frango fácil e rápida de se fazer. Sem grandes segredos, foi feita um pouco ao sabor da imaginação e dos ingredientes disponíveis. As batatas novas e o tomilho deram o mote. E então surgiu um assado que agradou a todos. E a mim ainda mais por gostar muito do sabor do tomilho, e por ser feita desta maneira, no forno. Sem grandes elaborações.

Como fazer:

4 peitos de frango + sal + azeite + pimenta rosa + tomilho fresco + 1 copo de água + 1 copo de vinho branco seco + batatas novas + cenouras

Primeiro tempera-se o frango com sal, pimenta, um fio de azeite, o vinho branco e o tomilho e deixa-se estar durante algum tempo.
Depois coloca-se numa assadeira as batatas novas e as cenouras e tempera-se com mais um pouco de sal, pimenta e azeite. Coloca-se o frango com a marinada por cima das batatas e rega-se com o copo de água.
Leva-se ao forno durante 30 minutos, ou até os legumes estarem cozinhados.

Depois é só servir com um vinho tinto Alentejano, Poliphonia,  foi o escolhido, um vinho excelente. Para acompanhar uma refeição excelente.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Lacinhos com atum e canela


Para o almoço de um dia de semana, uma receita feita com os minutos contados. Uma massa com molho de atum e canela. Super fácil de fazer e deliciosa.
Este molho pode ser feito de véspera e ser utilizado depois.

Como fazer:

1 cebola + 1 dente de alho + azeite + 1 pacote de natas + 2 latas de atum + sal + pimenta rosa + 1 pau de canela + 2 tomates maduros + massa lacinhos

Leva-se ao lume um tacho com água, sal e um fio de azeite e quando ferver acrescenta-se a massa. Deixa-se cozer o tempo indicado na embalagem

Entretanto leva-se ao lume a cebola e o alho com o azeite e deixa-se estalar. Depois acrescenta-se o pau de canela e o tomate partido em cubos, tempera-se com o sal e a pimenta e deixa-se estar uns minutos. Depois acrescenta-se o atum desfeito e as natas. Rectificam-se os temperos e coloca-se sobre a massa, acrescenta-se um pouco de agua de cozer a massa para que esta não fique muito seca.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Lulas à bordalesa


Depois de passar pelo mercado de Matosinhos e ter encontrado estas lulas, e porque cá em casa todos gostam muito, para um almoço de sábado, lulas à Bordalesa.
Uma receita feita vezes sem conta, mas que agrada sempre muito. 

Como fazer:

1 Kg de lulas limpas + sal + pimenta rosa + azeite + 1 cebola + 2 dentes de alho + salsa + 1 colher de sobremesa de Maizena + 1/2 copo de vinho branco + 1 folha de louro

Primeiro pica-se a cebola e o alho e leva-se ao lume com o azeite e deixa-se estalar. Depois acrescenta-se as lulas inteiras ou partidas, dependendo do seu tamanho, e deixa-se estar um pouco. Tempera-se com o sal, a pimenta, a folha de louro partida em pedaços pequenos e deixa-se refogar durante 5 minutos. Depois deste tempo adiciona-se o vinho branco e deixa-se acabar de cozinhar as lulas. Quando estas estiverem cozinhadas acrescenta-se a Maizena desfeita num pouco de água fria e deixa-se cozinhar 2 minutos.  Acrescenta-se a salsa picada e serve-se com fatias de pão torrado e arroz seco.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Arroz Doce


Esta receita de arroz doce foi me confiada por uma senhora muito simpática, a D.ª Branca, com um aviso, quando provar vai gostar, muito. E apesar de na altura não gostar de arroz doce, resolvi experimentar. E de facto, gostei tanto que esta receita passou a ser a minha preferida dos doces de colher. Feita vezes sem conta de cada vez me sabe melhor. E tem que obedecer aos mesmos critérios da aletria. Quente, bem quente. Sem canela. E de preferencia, de cada vez, com um sabor diferente, de acordo com a disposição e a vontade do momento.
Esta é a receita base do arroz doce, muito parecida na sua confecção com o risotto, e pode ser alterada nos sabores que lhe adicionamos, canela, limão, laranja, cardomomo. As derivações são todas aquelas que quisermos.


Como fazer:

1 1/2 chávena de chá de arroz + 1 pouco de água + 1 litro de leite + sal + 5 colheres de sopa de açúcar + 1 pau de canela + 1 casca de limão + 3 gemas

Primeiro coloca-se ao lume um tacho com o fundo coberto com água e deixa-se ferver. Adiciona-se o sal e o arroz e deixa-se evaporar a água. Entretanto adiciona-se aos pouco o leite (sempre a ferver) e mexe-se lentamente, durante 10 minutos. Depois deste tempo acrescenta-se o pau de canela e a casca de limão. E continua-se a acrescentar o leite e a mexer.
Quando o arroz estiver cozido, mais ou menos 20 minutos, acrescenta-se o açúcar. Retira-se do lume e junta-se as gemas e leva-se novamente ao lume durante 2 minutos.

Depois é só saborear sem demora.


segunda-feira, 7 de maio de 2012

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Panem et Vinum






Bonum vinum laetificat cor hominis. Que é como quem diz O bom vinho alegra o coração do homem.
E nada mais para alegrar um serão do que um bom pão, um bom queijo e um bom vinho.
E porque ocasiões especiais pedem coisas especiais, um vinho excelente.Um Douro notável. Quinta do Noval 2007. Para ser saboreado sem pressas. Um vinho estruturado e elegante, muito fino e rico.
Vale a pena saborear.


terça-feira, 1 de maio de 2012

Pão de cerveja

 

Primeiro isto.




Depois isto.



Um pão excelente que leva na sua confecção cerveja. Pois, inicialmente também duvidei se o resultado final seria bom. Mas posso garantir que sim. Este pão fica mesmo muito bom. Fica fofo por dentro e bem crocante por fora.

Vale mesmo a pena experimentar. E ainda por cima é super fácil de se fazer.

Como fazer:

5 chávenas de chá de farinha + 1 saqueta de fermento de padeiro + 1/2 chávena de chá de açúcar + sal + 1/2 chávena de óleo + 1 garrafa de cerveja (330 ml) à temperatura ambiente

Primeiro mistura-se os secos, faz-se uma cova e acrescenta-se o óleo e a cerveja e amassa-se muito bem. Bate-se bem a massa e depois deixa-se descansar durante 1 hora ou até dobrar o volume. Modelam-se os pães, do tamanho que se quiser, e deixa-se levedar novamente. Nesta fase é necessário mais um pouco de farinha para modelar os pães. Quanto mais farinha se utilizar agora mais o pão ficará com um aspecto rustico.
Coloca-se,o pão, num tabuleiro forrado com papel vegetal e leva-se ao forno durante 30 minutos a 160 º

Depois é só comer o pão, de preferencia ainda quente, com o que se quiser.

Acompanha bem com doces ou salgados.